CF: Hello (SomeOneLikeMe)


(leia a fanfic aqui)

Sinopse:
Sem dúvida alguma, a doce Angel desconhece o limite do aceitável. Com seu jeito carinhoso, nunca pensou em contestar os pais que a culpam por trazer despesas desnecessárias, uma vez que Angeline tem câncer. Sua mente ocupa-se com lembranças saudosas de Justin, seu primeiro amor. 

O garotinho que fez juras e promessas de amor se mudou da cidade e, 3 anos depois, retorna a Stratford. Para infelicidade de Angel, um garoto totalmente diferente, em todos os sentidos, é apresentado; Justin Bieber não é mais o mesmo.

Aparência:
Capa + Sinopse (valor total: 3,0)

Capa (valor: 1,5): A capa ficou, em uma palavra, maravilhosa. Ela me agradou na questão de cor, a posição dos personagens, título… enfim. Acho que um único problema nela seria as fontes na frase e nos créditos (a frase ficou "apagada", por assim dizer, estando amarela e em uma fonte fina no meio de todo o bege, e os créditos em Bebas (acho que é essa a fonte) também não facilitou muito a leitura). Na minha opinião, foi um design bem feito e chamaria a atenção sem dúvida, ainda mais com esse H curvilíneo que arrasou ksjakjsa.
Nota da capa: 1,2 de 1,5

Sinopse (valor: 1,5): Eu li umas cinco vezes e não achei UM erro, yaaaaaaay! Acho que as únicas coisas que me vieram a incomodar lendo sua sinopse foram as vírgulas em "[...]diferente, em todos os sentidos, é apresentado[...]", porque ali não é obrigatório o uso, é opcional. Mas eu acho que ficaria melhor se não estivesse lá porque senão fica muito carregado de pontuações, entende? Não sei se eu fui muito compreensível agora hahaha, mas é isso mesmo. Nem sempre fica bom colocar muitos pontos e vírgulas no seu texto. Bem, fora isso, o resumo ficou em um tamanho bom e trouxe o necessário para despertar o interesse do leitor. Foi suave e direto ao ponto, sem enrolar demais. Sua sinopse ficou tão boa quanto a capa, eu diria.
Nota da sinopse: 1,3 de 1,5
Nota de aparência: 2,5 de 3,0

Ortografia:
(Gramática, Pontuação, Coesão Textual, Repetições) (valor: 4,0)

Gramática:
1) eu já vi que você tem o hábito de escrever "á" [exemplo: Mas parece valer á pena (capítulo 13 – 4º parágrafo)], mas o correto é usar à. Não existe o artigo a com acento agudo e sozinho.
2) "[...]dar um leve pulo para traz." (capítulo 1 – 8º parágrafo) traz é diferente de trás. Traz é o verbo trazer no presente do indicativo na 3ª pessoa (exemplo: ela traz consigo uma bolsa rosa), enquanto trás é geralmente acompanhado de uma preposição e se torna uma locução adverbial de lugar, ou seja, indica onde está o que (exemplo: eu dei dois passos para trás).
3) "— Responde, garota! - Rafaela [...]" (capítulo 2 – 9º parágrafo) eu só peguei esse exemplo porque é bem pequeno e já dá para entender, mas eu percebi que é recorrente na sua fanfic esse erro: no início do diálogo você coloca o travessão (o que está certo) e depois, um hífen (o que está errado). No lugar do hífen, você coloca também outro travessão. Para separar o diálogo do texto como aí, só se usa travessão ou aspas:
O mesmo exemplo corrigido: "— Responde, garota! — Rafaela [...]" ou ""Responde, garota!" Rafaela [...]".
Em questão de pontuação, coesão e repetições não tenho nada para dizer porque você arrasou nesses três tópicos. Na parte de gramática, teve mais do que esse errinhos que eu mencionei (eu achei pronomes oblíquos começando frases, letra maiúscula onde não devia, erros de escrita bobos…) que eu acho que só dando uma revisada nos seus textos você encontraria facilmente ou uma beta. Tente ter mais atenção e sempre releia seus capítulos com bastante cuidado, certo?
Nota de ortografia: 3,4 de 4,0

Enredo
(Criatividade, Desenvolvimento da História, Narrativa) (valor: 2,0)

Eu gostei da ideia principal, essa coisa de doenças terminais já são bem exploradas e sempre abrem um leque de possibilidades para o autor, mas eu achei que foi um pouco vago as informações sobre o câncer colorretal (como eu falei na parte de Avaliação Geral), li e li sobre ela falando das dores, o drama presente, o desespero, o câncer, mas nada em específico sobre aquele, o colorretal (depois eu descobri que era no colo do intestino grosso e tinha uma probabilidade alta em pessoas com mais de 50 anos). Depois de uma pesquisa um pouco mais funda, eu descobri que existiam tipos de câncer colorretal, o que não foi explicado na fanfic. Enfim, com relação aos personagens: eu me apeguei bastante à Angeline e gostei do jeitinho dela, sabe? Ela é carinhosa e bem diferente de como seria alguém com tantos problemas como ela, o que é bem novo e ficou interessante para a história. Os pais dela… eu preciso dizer alguma coisa além de tenho dó deles por terem uma filha e não saberem aproveitar? Já a Rafaela e o Luke, eu fiquei meio confusa de porquê exatamente eles faziam aquilo com ela (em um dos capítulos eu entendi que eles não sabiam do câncer, então, se você disse na fanfic, me explica nos comentários que eu estou perdidinha da silva e bem curiosa skaksak). O Justin é alguém diferente do que as autoras colocam: um garoto atencioso, prestativo. Gostei dele, mas eu acho que a vibe bad boy dele durou pouco e que algumas coisas sobre ele são mal explicadas (quando ele era menor e saiu da cidade, para onde foi? E por que não telefonou para Angeline se eles já eram um "casal", por assim dizer?). Sua história foi bem desenvolvida, coesiva e ficou interessante, apesar de meu coração de pedra nunca chorar em livros e fanfic kaksaksk. Em questão de tamanho, boa. Acho que você merece todos os favoritos e comentários que recebeu e até mais! Parabéns pelo sucesso dela ;)
Nota de enredo: 1,0 de 2,0

Avaliação Geral
(Avaliação de Banners/Playlists, Dicas para o autor, Comentário Final.) (valor: 1,0)

O meu primeiro comentário que eu achei necessário falar aqui quando comecei a ler Hello foi que os parágrafos ficaram pequenos demais e várias vezes vocês começava novos sem nenhuma necessidade, o que cansa um pouco. Outro ponto é que eu achei seu prólogo um pouco forçado demais — isso quer dizer que eu não senti como se a Angeline estivesse realmente em uma má situação, na verdade, eu pensei que ela estivesse exagerando. Por que a mãe estava com hematomas? A explicação de que o pai tinha batido nela por conta de uma briga relacionada a doença de Angeline não pareceu muito convincente (eu acho que ficaria melhor dizer que essa foi a gota d'água para que a briga acontecesse, não o motivo principal). A parte que ela diz sobre o câncer colorretal no prólogo me pareceu vago demais e mal explicado — nessas fanfics que abordam sobre personagens com doenças terminais, é sempre interessante que as informações, as causas, os sintomas, a expectativa de vida e etc. sejam explicadas logo nos primeiros capítulos (não exatamente no primeiro, mas o quanto mais cedo, melhor). Isso ajuda ao leitor a identificar quando é só uma tosse ou um ataque do câncer. Fora isso, os capítulos ficaram em um tamanho perfeito e não vi nenhum banner para comentar sobre eles. No geral, em questão do seu texto, ficou maravilhosa (já percebeu que eu adoro usar essa palavra? skakska).
Nota de avaliação geral: 0,8 de 1,0

Somatório: 7,7 de 10,0

Finalmente terminei! Estou tão enferrujada para postar que demorei um tempinho para lembrar como ajustar o texto certinho como eu sempre faço hahaha. Eu demorei bastante para entregar essa CF e fiz ela tão rápido que estou até com vergonha </3, mas minha desculpa e que eu tive uma viagem imprevista (problemas familiares do outro lado desse Brasilzão), e eu tive que ir lá com a minha mãe e não tive computador para terminar de ler sua fanfic. Desculpa, sério! Comente o que achou, caso não tenha gostado, é só fazer outro pedido.

XOXO,


2 comentários :

  1. Oie! Gostei da crítica, vou tentar reparar os erros aos poucos (rsrsrs). Obrigada ^^

    ResponderExcluir